O que torna uma professora encantadora

“Oi Márcio querido,

Estou sentindo bastante falta de ler a sua coluna sobre educação para o encantamento. O que aconteceu? Você não vai escrever mais? Nem pense em fazer isso!!! Apesar de já ter passado dos trinta e poucos anos, espero pelos seus textos como uma menina que aguarda muito por um presente de Natal, e quero que o meu Natal continue sendo toda semana… hehe… Descobri que ler o que você escreve me devolve o ar que o cotidiano me tira. Exagero? Pode ser, até porque o meu cotidiano não é tão duro assim, sou uma pessoa solar e tenho o privilégio de trabalhar com o que me apaixona, mas sinto essa emoção quando leio suas histórias e mergulho nas suas reflexões, Vassallo. Tomara que você não demore muito para voltar a escrever no site e tomara imensamente mais ainda que não demore a me responder! Nem sou tão ansiosa (imagina… rs), mas não demore! Antes de fazer minha pergunta, quero te dizer que A professora encantadora já é o meu livro favorito dos que você escreveu e também já o coloco como um dos livros da minha vida. Tenho até (veja só) a pretensão de achar que você se inspirou em mim para escrever a história da Maísa, porque eu nunca me identifiquei tanto com uma personagem da literatura. Assim sendo, sem pressões, mas logo que puder me responda: o que uma professora mais precisa para ser encantadora?”

– Alessandra T. Pereira, professora e atriz, Belo Horizonte, MG.

Oi Alessandra querida,

Durante as últimas semanas, eu estava sem a lucidez necessária para escrever aqui no site. Recebi e-mails e telefonemas de leitores me cobrando uma volta. Achei linda essa cobrança, mas fiquei sem graça, claro. Afinal, com toda a razão, um velho amigo me lembrou que eu poderia ter avisado a todos que ficaria sem escrever durante esse período, mas eu, lesado da ideia, acabei não fazendo isso. Agora não sumo mais sem avisar, pronto. Essa sua mensagem tão delicada e sensível me devolveu o ar, viu?

Mas olha, Alessandra, estou aqui pensando: o que uma professora mais precisa para ser encantadora? Acho que no fundo eu escrevi a história da Maísa para achar essa resposta e acabei encontrando outras perguntas. Será que tem receita para encantar as pessoas dentro de uma escola? Uma professora consegue ser encantadora apenas quando entra na sala de aula, ou a sala de aula é só um desdobramento da sua maneira de ser, de agir e de olhar em relação a tudo e todos que a cercam no cotidiano? Alguém é capaz de encantar os outros sem viver em estado de encantamento?

Para mim, uma professora encantadora é aquela que usa a sala de aula para redescobrir as suas essências perdidas e ensinar aos outros a fazer os seus próprios exercícios de assombro: transformando pizza com batata frita num prato de alta cozinha; inspirando o perfume mais caro do universo numa folha de manjericão, inventando um buquê de palavras só para tirar de alguém um arranjo de silêncios; reparando numa beleza arreganhada no meio de uma dor profunda; perdendo a vergonha de amar mais as formas que os conteúdos.

O conteúdo que uma professora mostra aos seus alunos, seja ele qual for, é um meio, não é um fim. Professoras não são meras passadoras de matéria. Matérias servem para chegar ao coração das pessoas, não é o coração das pessoas que serve para chegar às matérias. E isso não é só um jogo de palavras, não, viu?  Tomara que eu não tenha demorado tanto para te responder, Alessandra, se é que eu realmente te respondi. Você tem mesmo o privilégio de trabalhar com o que mais ama, mas esse privilégio é a consequência de uma escolha que você faz todos os dias. O que uma pro fessora mais precisa para ser encantadora? Escolher a entrega como uma condição de vida. Entregar-se, entregar-se, entregar-se sem tirar o olho do que é mais importante do que urgente. Como se todos os seus dias fossem uma declaração de amor ao que vale a pena de verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s